Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2017

Da importância das coisas

Quando essa bela e feérica cor põe mais de sessenta vidas a preto e branco, que mais importa? Tudo é nada. Convém não esquecer. Tudo é nada.

Da lúcida estranheza das coisas

Passeia com o espelho na mão e sorri às vestes de rei que o reflexo lhe devolve. Atrás de si caminha uma comitiva de homens minúsculos, não são anões, são homens grandes mas em ponto pequeno, homens à lupa, menores, também no tamanho. É isso que o espelho mostra, atrás da coroa. E o sorriso expande-se diante do espelho na mão, um sorriso onde acaba de cair uma sombra de carvão.
De cima, nas varandas, todos estranham a criatura suja e esfarrapada que passeia de punho no ar com cães de sarna e raiva a lamberem-lhe os calcanhares.
Mais acima, alguém esfrega uma folha de papel com uma borracha. Mas já é tarde. 

Três categorias

Disse um sonho:

Há três categorias de homens: os bons, os maus e os intermédios.

Os bons estão, pela ingenuidade, condenados.

Os maus estão, pelo mundo, abençoados.

Os intermédios estão, pelo meio, sufocados.

Quem o disse foi um sonho. Mas nele, estranhamente, só os últimos sobreviveram à catástrofe.