Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2011

Aperto de mão

A verdade tem por hábito preceder o gesto. Será, pois, desaconselhável confiar naqueles que sorriem depois do aperto de mão.

Pés frios (intervalos)

Por mais competente que seja o treino do equilíbrio, entre um abraço e outro continuamos a correr descalços.

A Sonata de Kreutzer

«Uma hora depois entrou a ama-seca e informou que a minha mulher estava com um ataque de histeria. Fui lá: soluçava, ria, não conseguia falar, tremia toda. Não fazia teatro, estava mal. «Pela manhã acalmou-se e, sob a influência daquele sentimento a que chamávamos amor, fizemos as pazes. «Depois da reconciliação, quando lhe confessei nessa manhã que tinha ciúmes de Trukhatchévski, ela não se embaraçou minimamente e até se riu de modo natural. Só a mera possibilidade de se apaixonar por um homem daqueles, dizia ela, lhe parecia já muito estranha. «- Será possível alguma mulher decente sentir alguma coisa por aquele homem além do prazer da música? - disse ela. - Se quiseres nunca mais o vejo. Mesmo no domingo, apesar de termos convidado toda a gente. Escreve-lhe a dizer que estou adoentada, e acabou-se. O mais desagradável, porém, é alguém pensar, sobretudo o próprio, que ele é um homem perigoso. Ora, eu sou demasiado orgulhosa para permitir que pensem isso. Repare que ela não mentia, acred…

E o Natal aqui tão perto

Não me empurre, senhor; não me peça esmola, homem; não se meta à minha frente na fila, senhora; não me impinja promoções, cara lojista; não me dê o seu cãozinho a conhecer, amigo; não me firam os tímpanos com bandas sonoras foleiras, caros e omnipresentes altifalantes; não me obriguem a aturar flautas mal sopradas e violinos esganados nem cães treinados para segurar garrafas cortadas à espera de moedas, respeitáveis instrumentistas; e não me façam doer as narinas com esse fedor a castanhas queimadas, estóicas velhotas em chinelos. Por favor, não. Não a tudo isso e muito mais.     Mas, sobretudo, não me aturem hoje. Reconheço que sou - antes e acima de qualquer coisa - generoso. Por isso, aqui ficam a minhas mais sinceras desculpas.

Abel Ferrara - Addiction (Os Viciosos)

Imagem

Um prédio comum

O 2º dto. é - concluí depois de muito meditar - um jardim zoológico clandestino onde durante a noite se soltam os macacos.     Caro agente imobiliário, é possível ser transferido para a ala esquerda do prédio? É que, como compreenderá, a falta de sono aumenta a probabilidade de contágio.

Threads

Imagem

O pupilo Törless

«Törless ficara calmo durante toda a cena. Lá no fundo, tinha alguma esperança de que talvez acontecesse qualquer coisa que o levasse de volta ao círculo perdido das suas sensações. Era uma esperança insensata, disso tinha consciência, mas tinha conseguido prendê-lo. Agora, porém, parecia-lhe que tudo acabara. A cena enojava-o. Sem qualquer pensamento por trás, uma repulsa muda, inerte.     Levantou-se sem ruído e saiu sem dizer uma palavra. Mecanicamente.     Beineberg continuava a bater em Basin. Bateria até se cansar.»

    Robert Musil, As Perturbações do Pupilo Törless     Edição: D. Quixote     Tradução: João Barrento

A mão

A mão que acariciou a mulher foi a mesma que premiu o gatilho.      Agora olha para a mão e pondera, fascinado, aquilo de que ela é capaz. Ergue-a bem alto, e em seguida afunda-a na terra, repetindo o gesto numa coreografia bizarra.      É difícil adivinhar o que pensará por esta altura. O único dado inequívoco é que gargalha (de felicidade), como se a mão fosse o baloiço e ele a criança.

A maravilha de existir

E se, de repente, a vida te oferece o maior presente de todos? Celebra-o, pois. E nada temas. Caminha, seguro, para o sítio onde sempre foste esperado. E, da mais bela semente, colherás a mais prodigiosa flor.


David Vann

«Estava cinzento e chuviscava, as ondas indistintas, as águas agitadas, encrespadas. Caminharam ao longo da margem mais escarpada que raramente tinham percorrido, em torno da ponta oposta e depois mais longe, até à ponta seguinte, sempre em silêncio até que o pai disse: Não me parece que consiga viver sem mulheres. Não quero dizer que não seja fantástico estar aqui contigo, mas sinto a falta de mulheres constantemente. Não consigo deixar de pensar nelas. Não sei o que isto é. Não sei como se pode sentir tanto a falta de uma coisa quando não a temos. É como termos o mar aqui e uma montanha e árvores, mas no fundo as árvores não estarem aqui se eu não estiver a foder uma mulher.»
A Ilha de Sukkwan, David Vann Edição: Ahab Tradução: José Lima

Carpet Crawlers

Imagem
Sempre que ouço isto, fico com a sensação de que tudo o resto fica muito aquém.

Beleza

É quando se perde a predisposição para a beleza que a vida se esgota. Quem não se comove, perdeu o sentido, e os seus dias converteram-se num infindável e angustiante exercício de espera.